Implantação de novo sistema de classificação na F1 é adiado

sábado, 27 de fevereiro de 2016 16:12 BRT
 

LONDRES (Reuters) - O início do novo sistema de classificação na Fórmula 1 será adiado até a quinta corrida da temporada devido a questões técnicas, disse neste sábado o diretor comercial da categoria, Bernie Ecclestone.

A temporada começa na Austrália em 20 de março, mas o novo formato de classificação, anunciado pela FIA na semana passada, vai demandar mudanças no software que controla o sistema de registro de tempos.

"Meus técnicos que marcam o tempo disseram: não queremos ser colocados nessa posição, porque não achamos que vamos conseguir deixar tudo pronto a tempo", disse Ecclestone à BBC.

Ele afirmou que o novo formato será usadoo provavelmente no Grande Prêmio da Espanha, em maio. A temporada tem 21 provas marcadas, um recorde.

Pelo novo procedimento, os pilotos mais lentos serão eliminados à medida que as três sessões de treinos evoluem, em vez de somente ao final de cada fase.

Após sete minutos da primeira sessão, o piloto mais lento será eliminado, com as outras eliminações ocorrendo em seguida, em intervalos de 90 segundos.

Quinze dos 22 pilotos seguem para a fase seguinte, com o mais lento sendo eliminado após seis minutos. Depois, a mesma sequência de 90 segundos ocorre, até restar apenas oito pilotos.

A sessão final terá um piloto eliminado após cinco minutos, e então um a cada 90 segundos, até que restem apenas dois na disputa pela pole position, sobrando um minuto e meio para o fim da classificação.

(Reportagem de Alan Baldwin)