França amplia inquérito para investigar escolhas de Rio e Tóquio para Olimpíada

terça-feira, 1 de março de 2016 14:01 BRT
 

PARIS (Reuters) - Juízes franceses que investigam a corrupção no atletismo ampliaram o inquérito para apurar as condições sob as quais o Rio de Janeiro foi escolhido sede dos Jogos de 2016 e Tóquio foi escolhida para a edição de 2020, segundo o procurador financeiro da França.

"Estamos olhando para esses elementos, mas neste estágio é uma questão de verificação. Nada foi provado", disse uma autoridade do gabinete da promotoria, confirmando uma reportagem do jornal britânico The Guardian.

Acusações de corrupção no esporte surgiram no ano passado e até agora estavam concentradas principalmente em eventos realizados pela Federação Internacional de Atletismo (IAAF, na sigla em inglês).

A investigação francesa foi aberta em dezembro em resposta a reportagens na imprensa que questionavam como a IAAF definiu a cidade de Eugene, nos Estados Unidos, como sede de seu campeonato de 2021.

O atletismo mundial também foi abalado nos últimos meses por um escândalo mais amplo de doping e corrupção.

(Reportagem de Gerard Bon)