Atletas russos seguem de olho em Jogos do Rio apesar de suspensão por doping

terça-feira, 1 de março de 2016 14:28 BRT
 

Por Jack Stubbs e Dmitriy Rogovitskiy

MOSCOU (Reuters) - Suspensa das competições internacionais, a Rússia está treinando seus competidores do atletismo em uma série de torneios locais e apostando na esperança de que a suspensão por doping será revogada a tempo dos Jogos Olímpicos deste ano no Rio de Janeiro.

Enquanto os rivais testarão sua força no Mundial Indoor nos Estados Unidos em março, os atletas russos terão de se virar com uma temporada de inverno acrescida de cinco torneios adicionais em um país onde o sucesso no esporte é visto como peça importante do orgulho nacional.

Alguns atletas estão empregando uma abordagem defendida por psicólogos do esporte: se concentrar em seu treino e em sua performance, e deixar questões externas, como a incerteza sobre sua participação na Olimpíada, para outros resolverem.

"Não participei desse escândalo e sequer o entendo", disse o barreirista Konstantin Shabanov à Reuters durante o Campeonato Russo de Atletismo, em Moscou. "Em primeiro lugar, nossa federação de atletismo é que deveria pensar sobre essa suspensão... não os atletas. Eu tenho que pensar em correr, treinar e nos resultados."

A Rússia, que só ficou atrás dos Estados Unidos no quadro de medalhas do atletismo na Olimpíada de Londres em 2012, foi suspensa no ano passado após uma investigação sobre doping expor a trapaça e a corrupção disseminadas. O relatório da Agência Mundial Antidoping (Wada) citou irregularidades entre autoridades internacionais e sugeriu que o escândalo pode se ampliar.

Agora a Rússia enfrenta uma corrida contra o tempo para atender os padrões antidoping ditados pela Federação Internacional de Atletismo (Iaaf) antes da Rio 2016, em agosto, uma ambição que alguns afirmam não ser realista.

 
Homem caminha em sede do comitê olímpico russo em Moscou.  13/11/2015. REUTERS/Sergei Karpukhin