Jogos da Euro 2016 podem acontecer em estádios vazios por temor de atentados

quarta-feira, 2 de março de 2016 16:00 BRT
 

PARIS (Reuters) - As partidas do campeonato de futebol europeu deste ano na França podem ser transferidas ou disputadas em estádios vazios se os serviços de segurança acreditarem haver o perigo de um atentado, disse uma autoridade da Uefa nesta quarta-feira.

Martin Kallen, diretor de torneio da Euro 2016, que acontecerá em várias cidades francesas entre 10 de junho e 10 de julho, disse à revista alemã Sport Bild que os organizadores e os serviços de segurança do país vêm trabalhando em parceria para debater opções em caso de uma ameaça em potencial.

    As preocupações com a segurança aumentaram em decorrência dos atentados de 13 de novembro passado em Paris, quando militantes islâmicos mataram 130 pessoas em bares, restaurantes e uma casa de shows dentro e nos arredores da capital.

    Três homens-bomba ainda se explodiram do lado de fora do Stade de France – a arena que irá sediar a partida inicial da Euro 2016, a final e cinco outros jogos e onde a França disputava um amistoso com a Alemanha na ocasião dos ataques.

    Kallen disse que os confrontos da Euro 2016 podem ser transferidos em cima da hora, o que cria a possibilidade de os times jogarem sem a presença dos torcedores, "porque os espectadores com ingressos para a partida em questão não teriam tempo suficiente de organizar viagens e reservar quartos de hotel".

    "A segurança e realização do torneio têm precedência sobre todo o resto", afirmou ele ao semanário esportivo.

    Em uma coletiva de imprensa em Paris ainda nesta quarta-feira, Jacques Lambert, chefe do comitê organizador local da Euro 2016, tentou minimizar a probabilidade de haver jogos em estádios vazios.

    "Hoje não é isso que prevemos", disse ele aos repórteres, enquanto as autoridades delineiam as medidas adicionais de segurança que os torcedores podem esperar.

 
Vista do Stade de Bordeaux,.  8/2/2016.  REUTERS/Pawel Kopczynski