Sharapova perde patrocinadores por doping no Aberto da Austrália

terça-feira, 8 de março de 2016 11:00 BRT
 

(Reuters) - A tenista russa Maria Sharapova, ex-número um do mundo, perdeu o apoio de três patrocinadores depois de confessar que foi pega em um exame antidoping no Aberto da Austrália em janeiro.

A estrela do tênis, cujo exame deu positivo para uma substância que tomou durante 10 anos por razões de saúde, mas que passou a ser proibida este ano, perdeu o apoio da fabricante de automóveis de luxo Porsche, da marca suíça de relógios TAG Heuer e da Nike, um dos patrocinadores mais importantes da russa.

"Lamentamos as notícias recentes sobre Maria Sharapova. Até que se conheçam mais detalhes e sejamos capazes de analisar a situação, decidimos suspender as atividades previstas", disse a Porsche, uma divisão da Volkswagen, em comunicado.

A TAG Heuer, por sua parte, encerrou o contrato de patrocínio com a russa, que já tinha vencido, mas podia ser renovado.

"Maria Sharapova tinha contrato com a TAG Heuer até 31 de dezembro de 2015. Vínhamos conversando para prorrogar nossa colaboração, mas em vista da situação atual a marca suíça de relógios suspendeu as negociações e decidiu não renovar o contrato", afirmou em um comunicado a unidade do grupo francês de artículos de luxo LVMH.

Sharapova, a esportista mais bem paga do mundo, não compete desde que foi eliminada das quartas de final do Aberto da Austrália, e sofreu uma série de lesões nos últimos anos. De acordo com a Forbes, Sharapova ganhou 29,5 milhões de dólares em 2015, a maior parte com contratos comerciais.

(Por Ilona Wissenbach e Michael Shields)

 
Tenista russa Maria Sharapova em entrevista coletiva na Califórnia. 07/03/2016 Jayne Kamin-Oncea-USA TODAY Sports