8 de Março de 2016 / às 17:38 / 2 anos atrás

Colombiano se declara culpado nos EUA em caso de corrupção na Fifa

NOVA YORK (Reuters) - Um consultor colombiano de marketing esportivo se declarou culpado em um tribunal dos Estados Unidos, nesta terça-feira, como parte de uma investigação sobre corrupção no futebol e na Fifa, dizendo possuir um esquema para subornar alguns dirigentes.

Consultor colombiano de marketing esportivo, Miguel Trujillo, após audiência em Nova York. 08/03/2016 REUTERS/Shannon Stapleton

Miguel Trujillo, de 65 anos, se declarou culpado durante audiência em um tribunal federal em Nova York por quatro acusações, incluindo conspiração para cometer lavagem de dinheiro e conspiração para cometer fraude eletrônica.

“Eu sei que o que fazia era errado”, disse Trujillo no tribunal.

Sob um acordo com procuradores, Trujillo se comprometeu a ter 495 mil dólares confiscados. O juiz distrital Raymond Dearie aprovou a soltura sob fiança de 1,5 milhão de dólares.

Trujillo está entre os 42 indivíduos e entidades acusados como parte de uma investigação norte-americana sobre esquemas que envolvem mais de 200 milhões de dólares em subornos e propinas por direitos de transmissão e marketing de partidas e torneios.

Entre os indivíduos também está o ex-presidente da CBF José Maria Marin, por acusações de corrupção. Marin foi extraditado para os Estados Unidos e cumpre prisão domiciliar.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below