Presidente da Fifa anuncia novo acordo de patrocínio e promete enfrentar desafios

sexta-feira, 18 de março de 2016 15:54 BRT
 

Por Brian Homewood

ZURIQUE (Reuters) - O presidente da Fifa, Gianni Infantino, disse que um vento de mudança está soprando na entidade do futebol, assolada por escândalos recentemente, depois de anunciar um acordo de patrocínio com o Grupo Wanda da China nesta sexta-feira.

O acordo, que vai até 2030 e engloba as próximas quatro Copas do Mundo, veio a público um dia depois de a organização sediada na Suíça divulgar um prejuízo de 122 milhões de dólares em 2015, seu primeiro deficit desde 2002.

O pacto pode ajudar Infantino, eleito no mês passado para substituir o muito criticado Joseph Blatter, a cumprir as promessas ambiciosas de mais financiamento para as 209 associações filiadas à Fifa que ele fez durante sua campanha.

A Fifa mergulhou em um turbilhão no último ano em razão das investigações criminais em curso sobre o esporte tanto nos Estados Unidos, onde dezenas de ex-dirigentes da entidade foram indiciados, quanto na Suíça.

Blatter foi afastado do futebol pelo próprio comitê de ética da Fifa por seis anos depois de se ver envolvido no escândalo.

"Não posso mudar o passado, mas posso influenciar o futuro e fazer com que enfrentemos todos os desafios", disse Infantino depois de presidir sua primeira reunião no comitê executivo.

 
Presidente da Fifa Infantino concende entrevista em Zurique.  18/3/2016. REUTERS/Ruben Sprich