Uefa movimenta-se para impedir que site venda ingresso para Eurocopa-2016

sábado, 19 de março de 2016 15:59 BRT
 

LONDRES (Reuters) - A Uefa foi à Justiça na França para evitar que um site ofereça ingressos para a Eurocopa deste ano, disse a entidade, neste sábado.

Uma corte francesa garantiu à Uefa uma ordem contra o guaranteetickets.com, ordenando-o a parar de vender ingressos para as partidas e de usar as marcas da Uefa.

Akirma Ventures Limited, a empresa por trás do site, será multada em 1.000 euros para cada dia que não cumprir a determinação.

"Esse verão verá um festival fantástico de futebol, mas os torcedores que quiserem viajar para vê-lo devem comprar ingressos apenas por canais oficiais", disse o advogado da Uefa Nick Bitel, em um comunicado.

O site fazia propaganda no Google, mas a Uefa afirma que ele não tem direito de vender ingressos da Euro 2016 e que os ingressos comprados em canais não-oficiais não garantem a entrada do comprador nas partidas.

A Akirma Ventures Limited não estava disponível para comentar, apesar das tentativas de entrar em contato com a empresa por telefone e e-mail.

A Uefa está preocupada que, por causa da grande demanda por ingressos, os fraudadores terão como alvo torcedores desesperados para seguir suas seleções. A entidade já derrubou vários sites não autorizados que se ofereciam para comprar ou vender ingressos.