Leyser não foi notificado para assumir Ministério do Esporte, diz fonte

quarta-feira, 23 de março de 2016 21:27 BRT
 

Por Lisandra Paraguassu

BRASÍLIA (Reuters) - Apontado como novo ministro do Esporte, o secretário-executivo da pasta, Ricardo Leyser, não foi procurado pelo Palácio do Planalto e nem notificado de que poderá assumir a chefia do ministério, disse à Reuters nesta quarta-feira um interlocutor muito próximo a Leyser.

A interlocutores, Leyser afirmou imaginar que sua escolha se daria por ser um perfil mais técnico, mesmo sendo ligado ao PCdoB. O secretário é o responsável por tocar todas as questões relativas aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em agosto.

Ainda assim, as notícias de que poderia se tornar ministro teriam chegado a ele apenas através de entrevista do ministro-chefe do gabinete da Presidência da República, Jaques Wagner.

Pela manhã, Wagner, afirmou a correspondentes estrangeiros no Rio que o atual titular do Esporte, George Hilton, está saindo do cargo e que Leyser deve ser o substituto.

O partido que indicou Hilton para o cargo, PRB, decidiu deixar a base do governo. Para não sair do ministério, Hilton saiu do PRB e filiou-se ao Pros, partido que também não está na base do governo.

O Planalto tenta uma reaproximação com o PRB. Para isso, no entanto, precisa tirar Hilton do cargo. O ministro é tratado agora como persona non grata no partido.

A intenção do Planalto, de acordo com uma fonte governista, é elevar Leyser ao cargo de ministro e deixar o restante dos cargos com o PRB - apesar de o partido ter reafirmado em nota que se manteria fora da base e seus secretários colocariam seus cargos à disposição.

Até agora, o Planalto não confirma oficialmente a mudança.