Saltadora Gabriela Petrova nega má conduta após ser flagrada por uso de meldonium

segunda-feira, 28 de março de 2016 11:52 BRT
 

Por Angel Krasimirov

SÓFIA (Reuters) - A atleta búlgara de salto triplo Gabriela Petrova, vice-campeã no Campeonato Europeu Indoor de 2015 em Praga, negou má conduta depois de testar positivo para meldonium, uma substância proibida.

"Não violei, de maneira nenhuma, os regulamentos antidoping, e posso seguir em frente de cabeça erguida", disse Gabriela em uma coletiva de imprensa no estádio Vasil Levski nesta segunda-feira. "Parei de tomar esse medicamento em setembro. Não o usei em 2016".

O meldonium, que melhora a circulação sanguínea e aumenta a quantidade de oxigênio absorvida pelo corpo, permitindo aos atletas se recuperarem mais rápido durante os treinos, foi acrescentada à lista de substâncias proibidas da Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês) no dia 1º de janeiro deste ano.

Desde então se descobriu que mais de 100 atletas a usaram.

Gabriela, que ficou na quarta colocação no Campeonato Mundial de Pequim no ano passado, foi flagrada em um exame de drogas fora da competição no dia 6 de fevereiro.      

A atleta de 23 anos se juntou a uma longa lista de esportistas, incluindo a tenista russa e ex-número um do mundo Maria Sharapova, que tiveram resultados positivos para uso de meldonium.