Médico britânico alega ter fornecido doping a 150 atletas

domingo, 3 de abril de 2016 10:42 BRT
 

LONDRES (Reuters) - O governo britânico ordenou uma investigação sobre como a agência antidoping do país tem conduzido as alegações de que um médico britânico teria prescrito substâncias proibidas para atletas de elite.

De acordo com o jornal Sunday Times, o médico Mark Bonar teria prescrito remédios proibidos para 150 atletas famosos, entre os quais diversos jogadores da Premier League de futebol.

Segundo o jornal, Bonar afirma que entre seus "clientes" estão um jogador inglês de críquete, ciclistas da equipe britânica do Tour de France, um campeão britânico de boxe, jogadores de tênis e competidores de artes marciais, bem como jogadores de futebol.

Nos últimos seis anos ele teria tratado de mais de 150 atletas do Reino Unido e do exterior com substâncias proibidas, tais como a eritropoetina, esteroides e hormônio de crescimento humano, sendo "fenomenal" a melhoria no desempenho, acrescenta a reportagem.  

Segundo o Sunday Times, durante uma série de reuniões com repórteres disfarçados, Bonar teria comentado sobre seus pacientes. O jornal também encaminhou um atleta à clínica de Bonar, gravando suas consultas através de uma câmera escondida.

Nem o jornal nem a Reuters foram capazes de fundamentar as alegações feitas pelo médico.

A agência antidoping britânica UK Anti-Doping informou estar "profundamente preocupada e chocada" com a reportagem.