F1 reage a reclamação das equipes e retomará sistema de classificação de 2015

quinta-feira, 7 de abril de 2016 16:12 BRT
 

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - A Fórmula 1 irá voltar a usar o sistema de classificação de 2015 no Grande Prêmio da China da semana que vem e pelo resto da temporada, informou a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) em um comunicado nesta quinta-feira.

A mudança entrará em vigor a tempo para o GP chinês assim que tiver sido aprovada pela Comissão da F1 e pelo Conselho Mundial de Esportes Automobilísticos, pondo fim a experimento mal sucedido que chacoalhou os grids de largada.

As equipes haviam acertado uma posição comum em uma carta a

Bernie Ecclestone, o chefe comercial da F1, e ao diretor da FIA, Jean Todt.

O sistema de classificação deste ano, segundo o qual os pilotos eram eliminados em intervalos cronometrados durante as três sessões de treino, foi aprovado às pressas antes do início da temporada para trazer mais emoção à modalidade.

Mas os pilotos estavam sendo eliminados ainda nos boxes na bateria final, ao invés de poderem lutar pela pole position na pista, como no passado.

A F1 parecia determinada a manter o esquema na China depois que as escuderias rejeitaram uma concessão apoiada pela FIA.

 
Hamilton e Raikkonen em treino classificatório no Barein.  02/04/16.  REUTERS/Hamad I Mohammed