Presidente do COI prevê Rio 2016 "espetacular" apesar de crise

terça-feira, 19 de abril de 2016 16:40 BRT
 

Por Brian Homewood

LAUSANNE (Reuters) - O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, disse nesta terça-feira que a Olimpíada do Rio de Janeiro será "espetacular" e um "grande sucesso", apesar da crise econômica e política que assola o país.

Os comentários de Bach foram feitos após o presidente do comitê organizador dos Jogos Olímpicos Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman, minimizar reclamações por falhas na energia elétrica e outros problemas durante evento-teste de ginástica.

A presidente Dilma Rousseff sofreu uma derrota em votação sobre processo de impeachment na Câmara dos Deputados no domingo, e é provável que não esteja no cargo nos Jogos do Rio, que começam em 5 de agosto.

A crise paralisou o governo, no momento em que o país enfrenta a pior recessão em décadas, criando dúvidas sobre a capacidade do Brasil em completar os preparativos a tempo para o evento.

Um procurador federal também disse à Reuters na segunda-feira que há mais projetos ligados aos Jogos Olímpicos Rio 2016 sob investigação da Lava Jato por suspeita de corrupção do que foi revelado anteriormente.

Bach, falando durante assembleia da Associação de Federações Internacionais da Olimpíada de Verão (Asoif, na sigla em inglês), pediu ao COI para mostrar solidariedade com o Brasil.

"Sabemos que a atual situação política e econômica no Brasil irá continuar tornando desafiadora a preparação final, mas estou convencido, e estamos todos convencidos, de que os Jogos Olímpicos 2016 serão verdadeiramente espetaculares", disse.

"Os Jogos Olímpicos possuem forte apoio do povo brasileiro e os organizadores podem contar com a solidariedade do mundo esportivo."   Continuação...

 
Presidente do COI, Thomas Bach, concede entrevista em Lausanne. 2/3/2016.   REUTERS/Denis Balibouse