No último minuto, Martial leva o Manchester United à final da Copa da Inglaterra

sábado, 23 de abril de 2016 17:16 BRT
 

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - Anthony Martial marcou no último minuto para enviar o Manchester United de Louis van Gaal a uma potencial redenção na decisão da Copa da Inglaterra, como favorito, após a vitória por 2 a 1 sobre o Everton neste sábado.

Após o gol de Marouane Fellaini contra seu ex-clube, no primeiro tempo, Chris Smalling marcou contra, aos 30 do segundo tempo, e Martial marcou no terceiro minuto dos acréscimos.

O adversário do United, que igualará o recorde de 19 finais de Copa da Inglaterra do Arsenal, será o Watford ou o Crystal Palace, que jogam no domingo.

O Everton, cujo técnico Roberto Martínez está com o emprego cada vez mais ameaçado, pode apenas imaginar no que poderia ter acontecido se Lukaku não tivesse perdido um pênalti.

David de Gea foi tanto o herói do Manchester United quanto Martial, já que o goleiro espanhol defendeu a cobrança de Lukaku, aos 12 do segundo tempo, com uma intervenção maravilhosa, após Timothy Fosu-Mensah derrubar Ross Barkley.

Em uma montanha-russa de semifinal, com várias chances desperdiçadas pelos dois lados, o United teve um pedido de pênalti negado aos 21 da etapa final, quando o chute de Fellaini foi bloqueado pelo braço de Phil Jagielka.

O holandês Van Gaal enfrentou muita discussão sobre o seu futuro no United, com especulações na imprensa de que José Mourinho está à espreita, após eliminação na Liga dos Campeões e de partidas ruins no Campeonato Inglês.

Poder levantar o troféu pela primeira vez desde 2004 seria um lado positivo da campanha, apesar de não haver garantias de que Gall manterá o emprego na próxima temporada.