Nadal processa ex-ministra francesa por alegação de teste de doping positivo

segunda-feira, 25 de abril de 2016 16:06 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Vencedor de 14 títulos de Grand Slam, o tenista Rafael Nadal abriu um processo contra a ex-ministra francesa Roselyne Bachelot depois que ela alegou que o espanhol não passou em um teste de doping.

Nadal, de 29 anos, emitiu um comunicado por meio de seu agente nesta segunda-feira dizendo ter dado início a uma ação de difamação contra Roselyne nos tribunais de Paris. Ela foi ministra da Saúde e dos Esportes da França entre 2007 e 2010 e ministra de Assuntos Sociais até 2012.

"Esta ação legal foi instigada pelo fato de a senhora Bachelot ter feito comentários ofensivos em março passado no programa Le Grand 8, do canal de televisão francês D8", diz a declaração. "Por meio deste caso, pretendo não somente defender minha integridade e minha imagem como atleta, mas também os valores que sempre defendi em toda a minha carreira."

Nadal acrescentou: "Também quero evitar que qualquer figura pública faça alegações insultantes ou falsas contra um atleta usando a mídia, sem qualquer prova ou fundamento, e fique impune".

Nadal, que já foi o número um do mundo e irá tentar conquistar seu décimo título em Roland Garros este ano, negou enfaticamente já ter usado substâncias para melhorar o desempenho.

Ele reagiu com raiva a comentários feitos por Roselyne nos quais ela disse que a ausência de sete meses do tenista do circuito em 2012, decorrente de contusões, foi "provavelmente devido a um teste de doping positivo".

No torneio de Indian Wells deste ano, Nadal disse aos repórteres: "Esta vai ser a última vez, porque vou processá-la".

"Estou cansado dessas coisas. Deixei passar algumas vezes no passado. Agora chega".

(Por Martyn Herman)

 
Nadal leva troféu em Barcelona.  24/4/2016. REUTERS/Albert Gea