Na marca dos 100 dias, Rio aponta Velódromo como maior problema para Olimpíada

quarta-feira, 27 de abril de 2016 14:03 BRT
 

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A 100 dias da abertura dos Jogos Rio 2016, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, afirmou nesta quarta-feira que o Velódromo ainda está com 85 por cento das obras executadas e continua a ser o maior problema da preparação da cidade para a Olimpíada.

Segundo Paes, serão necessários mais cerca de 30 a 40 dias de obras na instalação, mas o prefeito garantiu que não há risco para a conclusão a tempo para os Jogos. O evento-teste do ciclismo que estava programado para este mês, no entanto, foi cancelado devido aos atrasos na obra, que precisou da subcontratação de uma segunda construtora.

"O maior problema, o desafio e a obra que tivemos problemas e escorregou o prazo é o Velódromo", disse Paes a repórteres em evento sobre os 100 dias na sede do comitê organizador Rio 2016.

"A pista está praticamente pronta. Temos 30 a 40 dias de obra intensa, mas estão dentro da programação e até um pouco adiantada na reprogramação”, acrescentou.

De acordo com o prefeito, o Parque Olímpico como um todo está 98 por cento finalizado. Além do Velódromo, outra arena não concluída ainda é o Centro Olímpico de Tênis, que se encontra em estágios finais.

"Falta arquibancada provisória, mas a arena principal foi testada. Está praticamente pronta", disse.

Na abertura do evento para marcar os 100 dias, Paes lamentou o incidente com a ciclovia Tim Maia, em São Conrado, que desabou parcialmente na semana passada e deixou dois mortos. “Faltando cem dias, tem fatores que a gente não preferia que tivesse que enfrentar, que me entristece como o caso da ciclovia”, disse.

  Continuação...

 
Vista aérea do Velódromo dos Jogos Rio 2016 25/04/2016 REUTERS/Ricardo Moraes