Brasil recebe tocha olímpica da Rio 2016 na Grécia

quarta-feira, 27 de abril de 2016 14:41 BRT
 

Por Karolina Tagaris

ATENAS (Reuters) - A tocha olímpica que irá arder no Rio de Janeiro em agosto, durante a primeira Olimpíada da América do Sul, foi entregue ao Brasil nesta quarta-feira no estádio de mármore que sediou os primeiros Jogos Olímpicos modernos em 1896.

Depois de uma jornada de seis dias através da Grécia, a tocha que foi acesa na quinta-feira pelos raios do sol na antiga cidade de Olímpia, o berço da Olimpíada, foi apresentada aos organizadores brasileiros.

Do local em que repousou de terça para quarta-feira no museu da Acrópole, ela viajou pelas ruas da capital Atenas até ser levada ao estádio, que foi construído no ano 330 a.C., pelo medalhista olímpico grego de salto em altura Niki Bakoyianni.

Após um revezamento no estádio, a campeã grega de remo Katerina Nikolairou acendeu o caldeirão de ouro, cercada por sacerdotisas com vestidos pregueados longos, e a plateia irrompeu em saudações.

"Nós... prometemos realizar grandes Jogos", disse o presidente do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos da Rio 2016, Carlos Nuzman, na cerimônia de transferência da tocha.

O Rio irá sediar a Olimpíada entre 5 e 21 de agosto, mas os preparativos vêm sendo prejudicados pela pior recessão do país em décadas e pelo turbilhão político que vem roubando as atenções da população.

A presidente Dilma Rousseff está enfrentando um processo de impeachment por supostos crimes de responsabilidade fiscal, e promotores estão investigando os projetos de infraestrutura da Rio 2016 por suspeitas de corrupção.

A venda de ingressos tem sido lenta em comparação com Jogos anteriores – só 62 por cento foram vendidos até agora, segundo o próprio Comitê Organizador.   Continuação...

 
Nuzman recebe a tocha olímpica em Atenas.  27/4/2016.  REUTERS/Alkis Konstantinidis