Berlusconi se prepara para oferta chinesa ao Milan

sábado, 7 de maio de 2016 12:11 BRT
 

MILÃO (Reuters) - A empresa da família do ex-premiê italiano Silvio Berlusconi deve começar negociações exclusivas na próxima semana com um grupo de investidores chineses interessados em comprar o clube de futebol Milan, um dos seus bens mais queridos, disse uma fonte no sábado.

O magnata está sob pressão para finalmente reduzir seu controle sobre o clube, que ele chama de "meu Milan", que não conseguiu vencer qualquer grande título nos últimos cinco anos e agora está no vermelho.

No entanto, o clube continua sendo um dos nomes mais famosos do futebol mundial, tendo sido campeão da Europa sete vezes e ganhando 18 títulos italianos.

"É muito provável que um entendimento seja alcançado na próxima semana que levará a um acordo no próximo mês", afirmou uma fonte familiarizada com a situação neste sábado.

O acordo seria entre o consórcio e a holding familiar de Berlusconi, a Fininvest. A composição do grupo chinês não é clara.

O consórcio avaliou o clube em 700 milhões de euros, incluindo dívida, disse outra fonte na semana passada. O clube teve 188,5 milhões de euros em dívida no final de 2015 e teve um prejuízo líquido de 89,3 milhões de euros.

(Reportagem de Elvira Pollina)