Alpinistas se aproximam do pico do Everest pela 1ª vez em três anos

terça-feira, 10 de maio de 2016 12:27 BRT
 

Por Gopal Sharma

KATMANDU (Reuters) - Alpinistas atualmente no Monte Everest estão prestes a fazer as primeiras tentativas em três anos de alcançar o pico mais alto do mundo, já que avalanches fatais interromperam as temporadas de 2014 e 2015.

As equipes em campos avançados estão esperando uma "janela" de tempo bom nos próximos dias que abra caminho para o cume de 8.850 metros pela Encosta Sudeste, escalada pela primeira vez pelo neo-zelandês sir. Edmund Hillary e pelo guia Tenzing Norgay em 1953.

A rota sul, do lado nepalês da montanha, testemunhou tragédias nos últimos dois anos – 16 guias sherpa foram mortos por uma avalanche na traiçoeira Cascata de Gelo de Khumbu em 2014.

No ano passado, um terremoto que matou 9 mil pessoas no Nepal desencadeou um deslizamento de neve gigantesco no acampamento base, matando pelo menos 18 alpinistas e guias e encerrando a campanha de 2015.

No mínimo 289 alpinistas e seus guias estão em campos de diferentes altitudes esperando por uma janela e batalhando para serem os primeiros a chegar ao topo da montanha. Quase 700 pessoas se inscreveram em 2013.

Gyanendra Shrestha, autoridade do Departamento de Turismo, disse que os alpinistas ataram cordas no cume sul, o último acampamento, a cerca de 8 mil metros de altura, e que o estão abastecendo com suprimentos.

"Os alpinistas começaram a se deslocar do acampamento base para acampamentos mais altos para chegar ao topo", disse Shrestha à Reuters do campo base.

Ang Tshering Sherpa, chefe da Associação de Alpinismo do Nepal, que está em contato com os alpinistas, disse em Katmandu que, se o tempo permitir, a rota para o cume sul será fixada na quarta-feira.   Continuação...

 
Monte Everest visto do distrito de Solukhumbu.   30/11/2015        REUTERS/Navesh Chitrakar