França promete resolver falhas de segurança do estádio nacional antes da Euro 2016

segunda-feira, 23 de maio de 2016 11:47 BRT
 

Por John Irish

PARIS (Reuters) - As falhas de segurança expostas durante a final da Copa da França no final de semana serão solucionadas antes da Euro 2016, que começa em três semanas, informou o governo nesta segunda-feira.

O torneio de um mês de duração, com jogos em todo o país, terá início em 10 de junho com um estado de emergência ainda em vigor devido aos ataques de militantes islâmicos em novembro do ano passado que deixaram 130 mortos em Paris e visaram vários alvos na capital, incluindo a arena nacional Stade de France.

A partida de sábado entre os rivais Paris Saint-Germain e Olympique de Marselha no Stade de France, que o PSG venceu por 4 x 2, foi considerada um evento de alto risco e um primeiro teste das medidas de segurança adotadas pelos organizadores e exigidas para a Euro.

Torcedores usaram fogos de artifício dentro e fora do estádio, e objetos proibidos foram levados para dentro de suas instalações apesar das vistorias severas, disseram autoridades de segurança. A superlotação foi outro problema sério.

"O sistema rachou um pouco. Existem pontos fracos que não são aceitáveis", afirmou Philippe Galli, representante da região de Sena-Saint-Denis, que é parcialmente responsável pela segurança da arena, ao jornal Le Parisien.

"Teremos que corrigir o que não funcionou".

Autoridades locais, a Federação Francesa de Futebol e a Uefa, que administra o futebol europeu, se reuniram nesta segunda-feira para avaliar os lapsos de segurança e o que deve ser feito para corrigi-los.

Falando depois do encontro, o ministro do Interior francês, Bernard Cazeneuve, disse que uma série de medidas serão finalizadas nos próximos dias para resolver os problemas detectados no sábado.

"Ficou decidido corrigir rapidamente as falhas para garantir o fluxo de torcedores em pontos de acesso ao estádio, para tornar as verificações de segurança de empresas privadas confiáveis e para tornar os pontos de saída de final de jogo seguros para os torcedores", afirmou.

 
Policiais franceses vistos em frente Stade de France, em Saint-Denis, França.    29/06/2016        REUTERS/Charles Platiau/File Photo