Itália prende 10 suspeitos da máfia em inquérito de manipulação de resultados no futebol

segunda-feira, 23 de maio de 2016 15:27 BRT
 

NÁPOLES (Reuters) - A polícia da Itália prendeu 10 pessoas suspeitas de pertencerem à máfia como parte de uma investigação sobre um esquema de manipulação de resultados no futebol, informaram investigadores da cidade de Nápoles, no sul do país, nesta segunda-feira.

As prisões foram feitas com base em provas relativas a dois jogos da segunda divisão italiana em 2014 que os investigadores dizem que tiveram resultado manipulado.

Durante a investigação a polícia descobriu uma rede ligada a uma quadrilha local que inicialmente lidava com drogas, mas que conseguiu um lucro de 100 mil euros em apenas um jogo manipulado, disseram os investigadores em entrevista transmitida pela televisão.

"Podemos dizer com certeza que em alguns times de futebol há pessoas que não apenas jogam bola no domingo, mas que têm uma série de conexões que podem usar para transformar o seu trabalho em crime", disse o procurador Filippo Beatrice.

Entre os presos, sete foram levados para a delegacia e três foram colocados sob prisão domiciliar.

A manipulação de resultados na Itália levou a uma grande investigação nos últimos anos, incluindo um inquérito em 2011 que resultou em julgamentos criminais de diversos técnicos e jogadores.

O atual técnico da Itália e futuro treinador do Chelsea, Antonio Conte, foi inocentado na semana passada de uma acusação de envolvimento no escândalo.

(Por Isla Binnie; Reportagem adicional de Amalia De Simone)