França irá mobilizar mais de 90 mil pessoas na segurança da Euro 2016

quarta-feira, 25 de maio de 2016 12:40 BRT
 

PARIS (Reuters) - Mais de 90 mil policiais, soldados e agentes privados serão mobilizados em toda a França para fazer a segurança a Euro 2016, disse o ministro francês do Interior, Bernard Cazeneuve.

O Campeonato Europeu de futebol, com jogos em todo o país durante um mês, terá início em 10 de junho com um estado de emergência ainda em vigor devido aos ataques de militantes islâmicos em novembro passado, que deixaram 130 mortos em Paris e visaram vários alvos na capital, incluindo a arena Stade de France.

Cerca de 2,5 milhões de torcedores são esperados nas 51 partidas entre 24 times. Também haverá "áreas de torcedores" com telões em grandes cidades.

"Um evento único como este, e em circunstâncias excepcionais, exige medidas de segurança adicionais", afirmou Cazeneuve aos repórteres.

Citando ataques "terroristas" em potencial e ações de hooligans como as ameaças principais, ele disse que cerca de 77 mil policiais, gendarmes e agentes de controle de tumulto serão convocados, além de 13 mil seguranças particulares e mil voluntários.

Uma parte dos 10 mil soldados que se encontra nas cidades que sediarão o torneio, como parte das medidas antiterrorismo já em vigor, também terá mais responsabilidade pela proteção de instalações durante a Euro 2016, disse Cazeneuve.

A competição irá acontecer em meio a uma onda de protestos de rua contra uma reforma das leis trabalhistas e antes das eleições presidenciais do ano que vem. O governo e os organizadores foram criticados nesta semana devido às falhas de segurança na final da Copa da França no dia 21 de maio.

(Rportagem de John Irish)

 
Policiais franceses vistos em frente Stade de France, em Saint-Denis, França.    29/06/2016        REUTERS/Charles Platiau/File Photo