Vitória em 2014 na Liga dos Campeões não saciou sede de glória do Real, diz Ramos

sexta-feira, 27 de maio de 2016 18:05 BRT
 

Por Richard Martin

MILÃO (Reuters) - O capitão do Real Madrid, Sergio Ramos, acredita que seu time está tão faminto para derrotar o Atlético de Madri na final da Liga dos Campeões quanto estava dois anos atrás, quando bateu os rivais e conquistou sua décima taça europeia.

Foi Ramos quem fez o gol de empate de cabeça nos acréscimos e levou a disputa para a prorrogação, na qual o Real superou um Atlético já sem forças por um placar de 4 x 1 e pôs fim a uma espera de 12 anos pela 'Décima'.

Mas o zagueiro disse que aquela noite em Lisboa não bastou para apaziguar a determinação do Real.

"Se eu tivesse que escrever um filme, teria feito o roteiro daquele jeito, mas agora temos que nos concentrar neste, e estamos com a mesma fome, esperança e empolgação de antes", afirmou Ramos em uma coletiva de imprensa nesta sexta-feira.

"Eu não mudaria nada naquela última final, o destino está escrito e o que tiver que acontecer amanhã acontecerá".

O Atlético foi flagrado na hora da verdade em Portugal, e Ramos pediu concentração total de sua equipe no sábado, alertando que o time do técnico Diego Simeone estará à espreita de qualquer lapso momentâneo do Real.

"O Atlético é um time que pune você no momento em que você se distrai, seja em uma jogada ensaiada ou em um jogo aberto, então você tem que estar de antenas ligadas", acrescentou.

 
Sergio Ramos, do Real Madrid, durante entrevista coletiva em Milão. REUTERS/Pool/UEFA 27/05/2016