Nadal se retira, choca Roland Garros, mas o show continua

sexta-feira, 27 de maio de 2016 18:50 BRT
 

Por Martyn Herman

PARIS (Reuters) - O tenista Rafael Nadal caiu lutando no ano passado no seu campo de batalha favorito, mas desta vez a sua busca por um inédito décimo título do Aberto da França terminou com ele sentado melancólico em frente a um microfone.Com a terceira rodada a pleno vapor no saibro de Roland Garros, Nadal soltou uma bomba durante a tarde ensolarada quando anunciou que estava se retirando por causa de uma contusão no pulso esquerdo.

Ocorreram ainda assim algumas ações notáveis nesta sexta-feira, à medida que os cabeças-de-chave começam a se enfrentar.

O atual campeão masculino, Stan Wawrinka, passou com tranquilidade para as oitavas ao vencer o francês Jeremy Chardy (6-4 6-3 7-5). O segundo cabeça-de-chave, Andy Murray desativou o saque foguete de Ivo Karlovic, e o favorito da França, Richard Gasquet, fez os torcedores vibrarem na quadra Philippe Chartier ao passar pelo australiano Nick Kyrgios.

No torneio feminino,  Agnieszka Radwanska, a segunda cabeça-de-chave, e a quarta cabeça-de-chave, a espanhola Garbine Muguruza, também avançaram no dia ensolardo, assim como a australiana Sam Stosur, que venceu a vice-campeã de 2015, Lucie Safarova, para se classificar para uma partida com uma outra ex-finalista, Simona Halep.

Em ocasiões normais, a surpreendente derrota da décima cabeça-de-chave e duas vezes campeã de Wimbledon, Petra Kivtova, para a norte-americana na posição 108 do ranking, Shelby Rogers (6-0 6-7 6-0) teria reverberado. Mas o anúncio de Nadal roubou o dia em Paris.

 
Tenista suíço Stanislas Wawrinka durante partida contra o francês Jeremy Chardy em Roland Garros. 27/05/2016 REUTERS/Benoit Tessier