Racismo francês me custou uma vaga na Euro 2016, diz Benzema

quarta-feira, 1 de junho de 2016 11:07 BRT
 

Por John Irish

PARIS (Reuters) - Karim Benzema, atacante do Real Madrid, disse que não teve chance de jogar pela França na Euro 2016, que começa neste mês, por causa de suas origens argelinas.

Os comentários de Benzema, publicados por uma revista de esportes espanhola nove dias antes do início do torneio na França, aprofundaram uma polêmica a respeito do suposto racismo na seleção francesa, que já foi vista como um modelo de integração étnica.

Na semana passada, Eric Cantona acusou o técnico francês, Didier Deschamps, de omitir Benzema e outro jogador nascido na França e de ascendência norte-africana, Hatem Ben Arfa, por causa de suas raízes estrangeiras.

O advogado de Deschamps disse que ele pretende processar

Cantona por calúnia. Os dois têm uma rivalidade que se arrasta desde meados da década de 1990, quando Deschamps substituiu Cantona como capitão do time francês e levou o time às conquistas da Copa do Mundo de 1998 e Campeonato Europeu de 2000.

Benzema está sendo investigado por um suposto esquema de chantagem, algo que o primeiro-ministro francês, Manuel Valls, disse torná-lo inadequado para jogar na seleção. Benzema afirmou que seus problemas legais estão sendo usados como uma desculpa para tirá-lo da equipe nacional.

"Eles disseram que eu não poderia ser escolhido, mas no nível esportivo eu não entendo e no nível legal eu não fui condenado e sou inocente até prova em contrário", disse à revista Marca.

 
Karim Benzema durante partida da seleção francesa.    Arquivo/REUTERS/Charles Platiau