Lionel Messi diz que não sabia de suposto esquema de fraude fiscal

quinta-feira, 2 de junho de 2016 14:22 BRT
 

Por Richard Martin

BARCELONA (Reuters) - O argentino Lionel Messi, eleito cinco vezes o melhor jogador do mundo, disse nesta quinta-feira que não tinha nenhum conhecimento de um suposto esquema de fraude fiscal quando assinou contratos relacionados a seu direito de imagem.

O atacante do Barcelona e da seleção argentina se apresentou a um tribunal de Barcelona nesta quinta-feira ao lado de seu pai, Jorge Horacio, para testemunhar contra acusações de fraude fiscal.

Messi e seu pai foram acusados pelo fisco da Espanha de defraudarem o governo em 4,2 milhões de euros entre 2007 e 2009.

Eles podem passar 22 meses na prisão se forem condenados, embora seja costumeiro na Espanha que pessoas que cometeram crimes sem violência e que receberam uma pena de menos de dois anos não sejam encarceradas.

O caso gira em torno da criação de uma rede de empresas de fachada supostamente usadas para sonegar impostos de renda oriundos de direitos de imagem.

De acordo com a Promotoria, houve ocultação de renda através do uso de empresas de fachada em Uruguai, Belize, Suíça e Grã-Bretanha.

No tribunal, Messi admitiu ter assinado contratos que protegem seu direito de imagem, mas disse que não sabia que estava cometendo qualquer ato irregular ou fraudando o Estado da Espanha.

"A verdade é que não sabia de nada. Como meu pai explicou, sempre me dediquei a jogar futebol, confiei no meu pai, confiei nos advogados que ele escolheu para lidar com as coisas e não tinha ideia sobre nada", disse.   Continuação...

 
Lionel Messi ao lado do pai durante depoimento em tribunal de Barcelona. 02/06/2016 REUTERS/Alberto Estevez/pool