Djokovic e Serena chegam à semifinal de Roland Garros apesar de "circo"

quinta-feira, 2 de junho de 2016 16:15 BRT
 

Por Pritha Sarkar

PARIS (Reuters) - O torneio de Roland Garros foi duramente criticado nesta quinta-feira por Tomas Berdych, que classificou a competição como "um grande circo" devido à irritação que o tempo chuvoso vem causando nos tenistas ansiosos por uma vaga nas semifinais do Grand Slam francês.

Em um dia que Andy Murray e o defensor do título, Stan Wawrinka, tiveram para descansar depois de garantirem lugares na outra semi na quarta-feira, o número 1 do mundo Djokovic entrou em quadra pelo terceiro dia consecutivo e mais uma vez teve que contar com a bondade dos céus para poder impor uma derrota de 6-3, 7-5 e 6-3 sobre um Berdych furioso.

Serena Williams perdeu seu primeiro set no Aberto da França e ficou a dois games da eliminação, mas voltou a se impor e venceu a pouco conhecida cazaque Yulia Putintseva com um placar de 5-7, 6-4 e 6-1.

"Não achei que ia vencer, mas de alguma maneira consegui", disse, aliviada, a detentora de 21 títulos de Grand Slam depois de agendar uma semifinal com a azarã holandesa Kiki Bertens, que derrotou a suíça Timea Bacsinszky em 7-5 e 6-2.

Uma semana de tempo chuvoso e temperaturas baixas, que chegaram a 14 graus Celsius nesta quinta-feira, tiraram a alegria típica do torneio parisiense ao provocar atrasos e cancelamentos constantes.  

Justamente por isso, não foi preciso muita coisa para tirar os tenistas do sério.

Djokovic teve sorte por um momento de petulância no meio do terceiro set não lhe ter custado a oportunidade de conquistar o único Grand Slam ainda ausente de sua coleção.

O cabeça de chave admitiu que por pouco não machucou um juiz de linha depois de bater com a raquete no chão – ela saiu voando na direção dos tapumes do fundo da quadra.   Continuação...

 
Tenista sérvio Novak Djokovic durante partida contra tcheco Thomas Berdych em Roland Garros. 02/06/2016 REUTERS/Benoit Tessier