Messi deveria ser absolvido em julgamento de sonegação de impostos, diz promotor

sexta-feira, 3 de junho de 2016 15:01 BRT
 

BARCELONA (Reuters) - O atacante argentino Lionel Messi, eleito cinco vezes o melhor jogador do mundo, deveria ser absolvido das acusações de sonegação de impostos que lhe foram imputadas, disse a promotoria pública da Espanha nesta sexta-feira, quando o julgamento se aproximou da conclusão.

Nem Messi nem seu pai, Jorge Horacio, compareceram à audiência desta sexta em um tribunal de Barcelona onde os argumentos finais foram ouvidos. Ambos foram acusados pela Fazenda da Espanha de defraudarem o governo em 4,2 milhões de euros entre 2007 e 2009, e negaram qualquer irregularidade.

Opinando se Messi estava ciente ou não da suposta fraude, o promotor público Raquel Amado disse: "Não há indícios de que alguém tenha explicado a ele... a promotoria sustenta que Lionel Andrés Messi deveria ser absolvido".

Mas a procuradoria-geral, que representa as autoridades fiscais espanholas, acusa o jogador de sonegar impostos e dá "credibilidade zero" ao argumento da defesa segundo o qual Messi não tinha conhecimento do caso.

"Eles não estão familiarizados com questões tributárias, mas são capazes de entender o que é pagar impostos", disse o advogado do Estado, Mario Maza, durante sua argumentação.

Se condenados, Messi e o pai podem passar 22 meses na prisão, embora seja costumeiro na Espanha que pessoas que cometeram crimes sem violência e que receberam uma pena de menos de dois anos não sejam encarceradas.

Ainda não há data para o veredicto.

(Por Cindy Garcia)