Chinesa Suning compra participação majoritária da Inter de Milão

segunda-feira, 6 de junho de 2016 11:25 BRT
 

NANJING, China (Reuters) - A gigante chinesa do varejo Suning Commerce Group chegou a um acordo para comprar cerca de 70 por cento de participação no time italiano Inter de Milão por 270 milhões de euros, no que se torna a maior aquisição de um clube europeu por uma empresa chinesa.

A Suning confirmou nesta segunda-feira o acordo em entrevista coletiva com executivos da Inter de Milão, entre eles o atual acionista majoritário e presidente do clube, Erick Thohir, na cidade chinesa de Nanjing.

Com o presidente da China, Xi Jinping, sendo um grande fã do esporte, o acordo da Suning para assumir o comando do time campeão europeu de 2010 é o passo mais recente para a China criar um império esportivo, que vai de clubes de futebol a transmissão online.

Uma pessoa familiar ao assunto disse à Reuters anteriormente que a Suning iria comprar 68,55 por cento do clube italiano. Na negociação, Thohir irá reduzir sua participação para 31 por cento, enquanto o ex-presidente Massimo Moratti irá vender toda sua participação do clube, em torno de 30 por cento, segundo a fonte, que falou em condição de anonimato.

O clube informou em comunicado que Thohir continuará como presidente e irá se converter no único acionista minoritário da Inter, enquanto Moratti deixará a diretoria do clube.

(Reportagem de Adam Jourdan)

 
Presidente da gigante chinesa do varejo Suning, Zhang Jindong, durante evento em Nanjing.   06/06/2016      REUTERS/Aly Song