Histórias de acobertamento de doping são vingança boba, diz ministro russo dos Esportes

quinta-feira, 9 de junho de 2016 10:37 BRT
 

MOSCOU (Reuters) - O ministro dos Esportes da Rússia, Vitaly Mutko, disse que as acusações de que ajudou a esconder o exame positivo de doping de um jogador de futebol eram bobas e que ele e a Rússia estavam sendo vítimas de uma vingança por ganhar o direito de sediar a Copa do Mundo de 2018.

Mutko, que luta para acabar com um escândalo de doping que colocou um ponto de interrogação sobre o direito de atletas russos competirem nos Jogos Rio 2016, respondia a acusações contra ele feitas pela emissora pública alemã ARD/WDR.

A emissora alemã, cujos relatos levaram à suspensão de atletas russos, informou que uma suposta troca interna de e-mails do Ministério dos Esportes discutindo o teste rejeitado de um jogador de futebol era assunto a ser encaminhado para "VL".

Segundo a emissora, "VL" se refere a Vitaly Leontiyevich Mutko.

"Iniciais podem ser interpretadas de uma maneira diferente", disse Mutko nesta quinta-feira de acordo com a agência de notícias Tass. "Como poderia ajudar a esconder isto? Destruí-la sozinho? Isto é bobagem, pouco convincente".

Após a suspensão da Associação Internacional de Federações de Atletismo no ano passado, a Rússia tenta convencer autoridades esportivas sobre sua seriedade em eliminar o doping a tempo para os Jogos Olímpicos do Rio, que tem início em 5 de agosto.

(Reportagem de Alexander Winning)

 
Ministro dos Esportes da Rússia, Vitaly Mutko, durante entrevista coletiva em Moscou.     30/09/2012       REUTERS/Maxim Shemetov