10 de Junho de 2016 / às 21:47 / um ano atrás

Defesa de Neymar pedirá arquivamento de processo sobre corrupção na Espanha

Neymar em jogo do Barcelona com o Sevilla. 22/5/16. Reuters/Juan Medina

SÃO PAULO (Reuters) - A defesa de Neymar vai pedir no início da próxima semana arquivamento do processo em que o jogador e o pai dele são citados pelo Ministério Público espanhol por suposto crime de corrupção entre particulares durante a conturbada transferência do Santos para o Barcelona, informou nesta sexta-feira à Reuters uma fonte familiarizada com o assunto.

Neymar e seu pai e empresário, Neymar da Silva Santos, podem ser denunciados, caso o juiz concorde com os argumentos da promotoria da Espanha, por terem supostamente frustrado o direito à livre concorrência, em 2011, quando a empresa N&N Consultoria, de propriedade do pai e da mãe do jogador, Nadine Gonçalves, recebeu do Barcelona 10 milhões de euros antecipadamente pela negociação do atacante, que acabou ocorrendo dois anos depois.

"Vão ser apresentados na segunda ou terça-feira os argumentos pelo arquivamento do processo, e o juiz pode decidir se arquiva ou se prossegue o caso", disse a fonte, sob condição de anonimato.

A defesa vai afirmar que o jogador não recebeu esse dinheiro, já que não é sócio da empresa, criada em 2006, quando ele tinha apenas 14 anos, e que não há livre concorrência no futebol, uma vez que é o atleta que escolhe onde quer trabalhar.

"Tecnicamente você precisa se apropriar do recurso para a prática deste crime... O Neymar não recebeu esse dinheiro, o Neymar joga bola e recebe um bom salário por isso", declarou a fonte.

A punição para corrupção entre particulares na Espanha é prisão de 3 meses a 2 anos, que pode ser convertida em multa.

A decisão do Ministério Público espanhol desta semana é parte de um processo protocolado pelo grupo brasileiro de investimento DIS, que possuía 40 por cento dos direitos esportivos de Neymar e pede mais do que os 6,8 milhões de euros que recebeu pela negociação de 17,1 milhões de euros, pagos pelo time espanhol ao Santos.

A DIS argumenta que o valor da transferência foi maior e exige os 40 milhões de euros recebidos pela N&N Consultoria - além dos 10 milhões, a empresa dos pais de Neymar obteve 30 milhões de euros a título de indenização, de acordo com uma negociação de preferência acertada com o Barcelona.

O pai de Neymar fez acordo com o Barça em 2011, após receber do Santos uma carta com autorização para que negociasse desde aquele momento com outros clubes. O contrato com o Santos iria até o meio de 2014, mas o time brasileiro decidiu negociar o atacante um ano antes e, além do dinheiro, o acordo incluiu convênio com a base santista e amistosos.

Na ação, a DIS pede também parte destes acertos e pretendia receber, no total, 65 milhões de euros. No entanto, o MP espanhol fixou em até 3,3 milhões de euros o valor a ser pago por Santos e Barcelona à DIS devido ao contrato possuir esses termos adicionais, porém afirmou que o grupo não teria direito à participação paga à N&N Consultoria.

Em nota, a N&N Consultoria disse que a empresa e "as pessoas físicas citadas respeitarão o sigilo do processo e não farão comentários".

As supostas irregularidades na negociação, incluindo possíveis crimes fiscais, levaram o então presidente do Barça, Sandro Rosell, a renunciar. Ele e o atual presidente, Josep María Bartomeu, negam terem cometido qualquer irregularidade. No total, Bartomeu, Rosell e o clube foram acusados de fraudar cerca de 13 milhões de euros em impostos.

Além desse processo, Neymar teve 189 milhões de reais bloqueados pela Justiça Federal no Brasil em uma ação sobre suposta sonegação de impostos. O jogador, por meio de empresas que o representam, é acusado de omitir rendimentos de fontes situadas no exterior, como valores pagos pelo Barcelona ao Santos para sua contratação.

Procurado, o grupo DIS não foi localizado para comentar sobre o processo.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below