14 de Junho de 2016 / às 13:32 / um ano atrás

França detém torcedores russos por violência e premiê promete expulsões

Torcedor russo em meio a policiais antes de partida da Euro 2016 em Marselha. 10/06/2016 REUTERS/Jean-Paul Pelissier

NICE/PARIS (Reuters) - O primeiro-ministro francês, Manuel Valls, disse nesta terça-feira que alguns torcedores de futebol serão deportados da França devido aos confrontos violentos que ofuscaram o início da Euro 2016, e um grupo de torcedores russos foi detido perto de Cannes, na Riviera francesa.

Cenas de torcedores rivais brandindo barras de metal e atirando garrafas de cerveja durante brigas de rua em Marselha, além de incidentes em Nice, Lille e Paris, desviaram as atenções de dentro dos gramados para a violência fora dos estádios.

Há temores de que a violência possa se espalhar em um momento no qual as forças de segurança do país já estão sobrecarregadas, como ficou claro na segunda-feira, quando um suposto agressor islâmico matou um comandante de polícia francês e sua companheira a facadas na casa do casal.

“As pessoas serão deportadas depois de terem sido sentenciadas, já que há pessoas que não podem permanecer porque não são desejadas em nosso território nacional devido a seu comportamento”, disse Valls a repórteres, sem especificar a nacionalidade daqueles que podem ser expulsos.

Várias centenas de torcedores ingleses, russos e franceses se enfrentaram em Marselha ao longo de três dias, arremessando de garrafas de cerveja a cadeiras e recebendo rajadas de gás lacrimogêneo do batalhão de choque, que teve dificuldades para conter os confrontos nas ruas estreitas do centro da cidade francesa.

No sábado, torcedores da seleção da Rússia atacaram torcedores da Inglaterra dentro do estádio Velodrome momentos antes do apito final do empate de 1 x 1 entre as duas nações, o que levou a Uefa a emitir sanções contra a federação russa.

Quinze torcedores foram presos na ocasião. Até agora cinco torcedores ingleses foram condenados a penas de um a três meses de prisão, e um francês recebeu uma punição de dois anos.

Nenhum russo foi preso, embora o promotor de Marselha Brice Robin tenha dito que cerca de 150 russos são arruaceiros bem organizados.

Também nesta terça-feira, a Uefa, entidade reguladora do futebol europeu, puniu a federação russa com uma desclassificação suspensa do Campeonato Europeu e uma multa de 150 mil euros pelo incidente no Velódromo e alertou que uma repetição levará à eliminação da seleção russa do torneio.

As federações russa e inglesa também foram alertadas que podem ser desclassificadas se houver novos tumultos nas cidades-sedes.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below