Dunga é demitido da seleção brasileira após eliminação na Copa América

terça-feira, 14 de junho de 2016 15:46 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O técnico Dunga foi demitido do comando da seleção brasileira depois do fracasso da equipe na Copa América Centenário, em que o Brasil foi eliminado na primeira fase pela primeira vez desde 1987, informou a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) nesta terça-feira.

A saída do treinador após quase dois anos de trabalho em sua segunda passagem pela equipe deixa a seleção olímpica do Brasil sem técnico definido a menos de dois meses dos Jogos Rio 2016, e a CBF anunciou que já começou a buscar um substituto.

O técnico Tite, do Corinthians, tem sido cotado como o principal candidato a assumir a vaga.

"A Confederação Brasileira de Futebol comunica que decidiu dissolver a comissão técnica da seleção brasileira. Deixam os cargos o coordenador de seleções, Gilmar Rinaldi, o técnico Dunga e toda a sua equipe", disse a entidade em nota em seu site.

"A decisão foi tomada em comum acordo durante reunião nesta tarde e, a partir de agora, a CBF inicia o processo de escolha da nova comissão técnica da seleção brasileira", acrescentou.

O anúncio da demissão de Dunga significa o fim da segunda passagem do treinador, que reassumiu a seleção em julho de 2014 depois que o Brasil ficou em 4º lugar na Copa do Mundo em casa, com derrotas por 7 x 1 para a Alemanha na semifinal e por 3 x 0 para a Holanda na decisão do terceiro lugar.

Dunga, que também treinou a seleção brasileira de 2006 a 2010, acumulou resultados ruins em sua segunda chance à frente da equipe: além da eliminação na primeira fase da Copa América Centenário esta semana, o time perdeu nas quartas de final da Copa América do ano passado e ocupa o 6º lugar nas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2018.

Na Copa América Centenário realizada nos Estados Unidos este mês, o Brasil empatou por 0 x 0 com o Equador, numa partida que foi beneficiado pela anulação equivocada de um gol equatoriano, e perdeu por 1 x 0 para o Peru, com um gol de mão. O time só conseguiu marcar gols contra a fraquíssima seleção do Haiti, quando venceu por 7 x 1.

(Reportagem de Pedro Fonseca)

 
Dunga durante a Copa América Centenário nos EUA.  4/6/2016.  Reuters/Kelvin Kuo-USA TODAY Sports