De saída, Gilmar Rinaldi diz que Douglas Costa está liberado para Olimpíada

terça-feira, 14 de junho de 2016 17:00 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O ex-goleiro Gilmar Rinaldi se despediu do cargo de coordenador da seleção brasileira junto com o técnico Dunga nesta terça-feira dizendo que conseguiu a liberação do meia-atacante Douglas Costa para a Olimpíada e caberá ao novo treinador decidir pela convocação do jogador do Bayern de Munique.

Segundo Rinaldi, a lista para os Jogos do Rio de Janeiro, em agosto, tem que ser apresentada até quarta-feira com 35 nomes, e, ao todo, foram feitos 93 contatos com jogadores e clubes nos últimos meses.

"O Douglas está na lista dos 35 que vai ser entregue amanhã, mas nem todos os clubes estão cedendo. Foram muitos nãos e alguns convertidos para sim", disse o ex-coordenador de seleções da CBF a jornalistas, após anúncio da demissão.

"Tem que entregar para o COI amanhã a lista de 35 e vamos deixar claro como está a negociação com cada clube e jogador para que o nosso substituto saiba como está a situação."

Os clubes não são obrigados a ceder seus jogadores para a Olimpíada e cada seleção pode escalar três atletas com mais de 23 anos. No time brasileiro, um deles será o atacante Neymar, que não disputou a Copa América, depois de acordo com o Barcelona, para jogar a Olimpíada do Rio.

Além de Rinaldi, toda a comissão técnica foi demitida após o fracasso na Copa América, em que o Brasil foi eliminado na primeira fase.

O substituto de Dunga deve ser conhecido nas próximas horas e o nome do treinador do Brasil também tem que ser apresentado até quarta-feira ao Comitê Olímpico Internacional. O mais cotado é Tite, treinador do Corinthians.

"Entendo a situação e espero que os que venham correspondam, mas que não se perca muita coisa do que fizemos. Desejo sucesso a todos", declarou o ex-goleiro da seleção.

Rinaldi agradeceu à CBF a chance recebida para trabalhar na seleção e disse que deixa a função sem mágoas. "Vou ser eternamente grato à CBF. Acho que cumpri meu trabalho da melhor forma possível. Esse trabalho chega ao fim, os resultados não vieram e entendo a posição do presidente de trocar toda a comissão técnica", disse ele na sede da CBF.

O Brasil tentará em casa a inédita medalha de ouro olímpica no futebol masculino.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)

 
Douglas Costa comemora título da Copa da Alemanha pelo Bayern de Munique.  21/05/16.  REUTERS/Kai Pfaffenbach