CBF convida Tite mas treinador ainda não definiu se assumirá seleção

quarta-feira, 15 de junho de 2016 09:32 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O técnico do Corinthians, Tite, foi convidado na noite de terça-feira para dirigir a seleção brasileira, mas deixou a entidade no fim da noite sem dar um resposta definitiva, segundo a Confederação Brasileira de Futebol (CBF)

Para a CBF, a reunião foi positiva, porém ainda não conclusiva. Tite chegou à sede da entidade, no Rio de Janeiro, no meio da noite, horas após a demissão do técnico Dunga e de toda a comissão técnica da seleção depois da eliminação na primeira fase da Copa América Centenário. [nL1N1961M3]

“Foi uma boa primeira conversa, mas ainda não conclusiva. As partes ficaram de retornar num prazo muito breve com uma decisão e expectativas sobre o processo”, disse a jornalistas o assessor da entidade Douglas Lunardi após a reunião.

Apesar de ser a principal aposta da CBF para tentar recuperar a seleção brasileira após uma série de fracassos, que começou com o vexame na Copa do Mundo em casa e passou pela campanha decepcionante nas eliminatórias e duas eliminações precoces seguidas na Copa América, Tite assinou recentemente um manifesto contra o comando da CBF e pedindo mudanças no futebol brasileiro.

Não há um prazo definido para uma resposta ou um novo encontro entre as partes, mas a CBF tem pressa para escolher o substituto de Dunga, uma vez que em menos de dois meses a seleção brasileira terá o desafio de disputar os Jogos Olímpicos Rio 2016 em casa.

Nesta quarta-feira, Tite deve ir ao Corinthians para conversar com o presidente do clube paulista, Roberto Andrade.

De acordo com uma fonte da cúpula da CBF, que falou sob condição de anonimato, as conversar com Tite apenas iniciaram e um conclusão sairá em breve.

“Não há plano B. O Tite é o nome predileto, mas ainda buscamos um acordo”, afirmou.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)

 
Técnico do Corinthians, Tite, durante treino em São Paulo.     14/06/2016     REUTERS/Paulo Whitaker