Moscou convoca embaixador francês em protesto a Euro 2016 "anti-russa"

quarta-feira, 15 de junho de 2016 17:31 BRT
 

LILLE/MOSCOU (Reuters) - A rivalidade e a violência entre torcedores de futebol invadiram a política global quando Moscou convocou o embaixador francês em protesto contra as detenções de russos na Euro 2016 e alertou que um sentimento "anti-russo" pode prejudicar as relações entre Rússia e França.

O ministro russo das Relações Exteriores, Sergei Lavrov, acusou os torcedores de outros países de "ações absolutamente provocativas" no torneio, como o pisoteio da bandeira russa.  

A polícia usou gás lacrimogêneo e spray de pimenta para dispersar torcedores ingleses nesta quarta-feira perto da estação de trem de Lille, cidade do norte francês que sedia jogos do Campeonato Europeu, disse uma fonte policial.

A polícia interveio depois que os torcedores começaram a correr em todas as direções após uma detonação de origem desconhecida, contou a fonte à Reuters.

Mais cedo, na mesma área, a polícia repeliu um grupo de torcedores ingleses quando eles começaram a se mostrar ameaçadores, disse a fonte.

As autoridades inundaram a cidade de policiais antes das próximas partidas de Rússia e Inglaterra na competição.

Quatro torcedores russos foram presos em Lille e devem ser deportados depois de terem sido detidos antes da partida desta quarta-feira entre Rússia e Eslováquia, que os russos perderam por 2 x 1.

"Dois dos russos foram presos ontem à noite durante uma briga em Lille e dois depois de serem encontrados bêbados em um carro com armas", informou o porta-voz da prefeitura de Lille. As armas eram porretes de madeira, disse uma fonte da polícia.

"Hoje, a medida é muito simples: encher os espaços públicos de policiais para não haver oportunidade para nenhuma forma de hooliganismo", disse o ministro dos Esportes, Patrick Kanner, à rádio RTL.   Continuação...

 
Torcedores ingleses perseguem russos em Lille.     REUTERS/Pascal Rossignol