Rússia questiona relatório de doping de agência, mas promete cooperar

quinta-feira, 16 de junho de 2016 17:36 BRT
 

MOSCOU (Reuters) - A Rússia questionou nesta quinta-feira a veracidade de um novo relatório da Agência Mundial Antidoping (Wada), que acusou atletas russos de continuarem a se dopar, mas prometeu facilitar o trabalho da agência.

A Rússia se prepara para ouvir uma decisão da Associação Internacional de Federações de Atletismo (Iaaf) na sexta-feira, que pode determinar se seus atletas podem ou não participar da Olimpíada do Rio de Janeiro de 2016 entre os dias 5 e 21 de agosto.  

Em seu relatório, a Wada concluiu que os esportistas russos continuam a ser flagrados em exames de drogas e a obstruir os agentes de controle de doping.

Trata-se do mais recente de uma série de revezes para a imagem do esporte russo, o que enfureceu o Kremlin e levou algumas autoridades a alegarem que o Ocidente realiza uma campanha para manchar o nome da Rússia.

"Não sei em que essas asserções se baseiam. Elas precisam ser meticulosamente analisadas por nossos especialistas esportivos", disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, em uma teleconferência com repórteres nesta quinta-feira.

"Não está claro em que a Wada está baseando tudo isso. Já houve alegações (no passado) nas quais a Wada baseou seus resultados em exames concretos. Mas em que se baseiam estas alegações (mais recentes)?"

No ano passado, a Iaaf suspendeu a Rússia por causa do temor de que seus atletas estivessem praticando doping sistematicamente. Na sexta-feira a entidade irá informar se Moscou fez o suficiente desde então para que a suspensão seja revertida.

(Por Dmitry Solovyov)