Temos que tomar nosso remédio, diz técnico da Irlanda

sábado, 18 de junho de 2016 15:04 BRT
 

BORDEAUX, França (Reuters) - A Irlanda não pode reclamar da derrota por 3 x 0 para a talentosa Bélgica na sua segunda partida pela Eurocopa de 2016, disse o técnico Martin O'Neill.

A Irlanda tornou-se apenas o segundo time a perder por mais de dois gols de diferença no torneio continental deste ano, depois da derrota da Turquia por 3 x 0 para a atual campeã Espanha, na sexta-feira, e precisa vencer a líder do grupo Itália, na quarta-feira, para ter qualquer chance de se classificar às oitavas de final.

"No geral, fomos vencidos por um time melhor e tão talentoso quanto qualquer outro na competição", disse O'Neill. "Temos que tomar nosso remédio".

"Mas há duas maneiras de olhar para isso agora. Podemos nos sentir mal pelo que aconteceu e dizer que acabou o jogo, ou ficarmos confiantes pela maneira como jogamos três ou quatro dias atrás contra a Suécia".

A mensagem de O'Neill e seu assistente Roy Keane, antes de quarta-feira, será que o time mostrou habilidade suficiente no empate por 1 a 1 com os suecos para vencer a Itália, que deve poupar vários jogadores, segundo o técnico Antonio Conte.

A maior decepção do treinador sobre a derrota da Bélgica foi sobre como o seu time sofreu o primeiro gol, logo depois do intervalo, enquanto a Irlanda ainda estava reclamando por não ter tido um pênalti a seu favor.