Beckham declara apoio à permanência da Grã-Bretanha na UE

terça-feira, 21 de junho de 2016 11:47 BRT
 

LONDRES (Reuters) - O ex-capitão da seleção inglesa de futebol David Beckham declarou seu apoio à campanha do "fica" no referendo sobre a filiação da Grã-Bretanha à União Europeia nesta terça-feira, para deleite do primeiro-ministro britânico, David Cameron, e daqueles que querem que os britânicos continuem no bloco.

Em um comunicado emitido pela campanha Britain Stronger in Europe (Grã-Bretanha Mais Forte na Europa) na véspera da votação de quinta-feira, o popular e influente Beckham explicou que chegou à decisão lembrando como colegas de todo o continente o ajudaram a triunfar quando jogava no Manchester United.

Ele disse que a maior parte do time que conquistou títulos ingleses e europeus era composta de jogadores britânicos, "mas éramos um time muito melhor e mais bem sucedido por causa de um goleiro dinamarquês, Peter Schmeichel, a liderança de um irlandês, Roy Keane, e a habilidade de um francês, Eric Cantona".

Beckham também disse que foi privilegiado por ter jogado e vivido em Madri, Milão e Paris durante sua carreira.

"Vivemos em um mundo vibrante e conectado, onde juntos, como povo, somos fortes. Por nossos filhos e pelos filhos deles, deveríamos estar enfrentando os problemas do mundo juntos, e não sozinhos", afirmou Beckham em comunicado.

"Por estas razões, vou votar no 'fica'".

O premiê britânico Cameron disse em publicação no Twitter: "Estou encantado em ver que David Beckham está apoiando Stronger In Europe e irá votar na permanência. David Beckham é claro: devemos enfrentar os problemas do mundo juntos e não sozinhos".

(Por William Schomberg)

 
Ex-jogador David Beckham durante evento em Manchester, Inglaterra.    08/10/2015   
 REUTERS/ Andrew Yates