Federação francesa critica clubes por gramados ruins na Euro 2016

quarta-feira, 22 de junho de 2016 09:51 BRT
 

PARIS (Reuters) - O presidente da Federação Francesa de Futebol (FFF), Noel Le Graet, cobrou nesta quarta-feira dos principais clubes de futebol do país que façam da qualidade dos gramados uma prioridade absoluta, e descreveu um dos campos da Euro 2016 como "um fracasso".

Responsável pela organização da Euro, a Uefa já disse estar insatisfeita com o estado dos campos, em particular em Marselha, Lille e Saint Denis, onde fica o famoso Stade de France.

"Gostaria de dizer aos nossos clubes que ter bons campos é a prioridade absoluta", disse Le Graet durante entrevista coletiva no centro de treinamento da seleção francesa.

"A qualidade de nossos campos precisa ser melhor. Temos boa infraestrutura, mas alguns de nosso campos não estão adaptados ao futebol de alto nível", acrescentou.

A Uefa pediu a substituição dos campos em Nice, Marselha e Lille, segundo o presidente da FFF.

"Para Nice, funcionou. Para Marselha, foi mais complicado, mas temos indicações de que estará melhor para as próximas partidas. E para Lille, é um fracasso", disse.

Chegando na metade do torneio continental de 24 seleções, as reclamações sobre os campos nunca foram tão grandes na Euro. Alguns estádios recebem seis jogos e o tempo úmido pela França claramente tem gerado impactos.

Com a exceção do Parc des Princes, em Paris, e o estádio Bollaert, que realizam somente partidas de futebol, outros estádios do torneio possuem usos múltiplos para que os donos maximizem atividades comerciais.

(Por Patrick Vignal)

 
Gramado do estádio Pierre-Mauroy em Lille, França.    19/06/2016
REUTERS/Carl Recine
Livepic