Golfista McIlroy desiste de competir na Rio 2016 por medo do Zika

quarta-feira, 22 de junho de 2016 09:45 BRT
 

Por Adrian Warner

LONDRES (Reuters) - Detentor de quatro grandes títulos, o golfista Rory McIlroy decidiu desistir do torneio histórico de sua modalidade na Olimpíada do Rio de Janeiro de 2016 citando o vírus Zika como motivo.

"Depois de conversar com as pessoas mais próximas, me dei conta de que minha saúde e a saúde de minha família vêm antes de qualquer outra coisa", disse o norte-irlandês e número quatro do mundo em um comunicado nesta quarta-feira.

"Embora o risco de infecção do Zika vírus seja considerado baixo, é um risco mesmo assim, e um risco que não estou disposto a correr."

McIlroy, de 27 anos, deveria representar a Irlanda nos Jogos do Rio, e sua desistência é o golpe mais recente no golfe, que volta à Olimpíada pela primeira vez desde 1904.

Vários golfistas de renome, como Vijay Singh, de Fiji, e Charl Schwartzel, da África do Sul, também desistiram por causa do vírus.

A polêmica a respeito do evento poliesportivo entre os dias 5 e 21 de agosto vem crescendo à medida que se descobre mais sobre o Zika. O vírus transmitido pelo mosquito Aedes Aegypti pode causar defeitos de nascença em bebês, e foi ligado à doença neurológica conhecida como Síndrome de Guillain-Barré em adultos.

Na semana passada, a Organização Mundial da Saúde (OMS) disse que os Jogos não precisam ser adiados nem transferidos por haver "um risco muito baixo" de que sediar o evento no Brasil cause uma disseminação maior do vírus.

Uma comissão de especialistas da OMS sobre o Zika concluiu que a realização da Olimpíada durante o inverno brasileiro se beneficiará do fato de que a população de mosquitos estará menor e que a intensificação das medidas de controle do inseto perto dos locais de competições "deve reduzir ainda mais o risco de transmissão".   Continuação...

 
Golfista norte-irlandês Rory McIlroy durante torneio nos Estados Unidos.    19/06/2011   REUTERS/Jeff Haynes/File Photo