Berdych diz estar em dúvida sobre disputar Rio 2016 por preocupação com Zika

quinta-feira, 23 de junho de 2016 19:00 BRT
 

(Reuters) - O tenista número nove do mundo, Tomas Berdych, disse que ainda não decidiu se irá competir na Olimpíada do Rio de Janeiro por causa dos riscos à saúde representados pelo Zika vírus.

"A Olimpíada ainda está no meu calendário e nos meus planos", afirmou o tcheco, 10º cabeça de chave do torneio de Wimbledon deste ano, à mídia britânica.

"Isso (Zika) com certeza é algo que está na minha cabeça. Tenho que ver isso bem e pensar a respeito. Só preciso ver como as coisas estão indo e depois tomar a melhor decisão para mim mesmo (mais perto dos Jogos)", acrescentou.

Autoridades de saúde dos Estados Unidos concluíram que as infecções de Zika em gestantes podem causar microcefalia, uma má-formação craniana.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse haver um grande consenso entre os cientistas de que o Zika também pode provocar a doença neurológica conhecida como Síndrome de Guillain-Barré, que causa paralisia temporária em adultos.

A relação entre o Zika e a microcefalia em recém-nascidos foi registrada pela primeira vez no Brasil, que já confirmou mais de 1.400 casos de microcefalia relacionados a infecções pelo Zika vírus nas mães.

O golfista Rory McIlroy, detentor de quatro grandes títulos, e seus colegas Vijay Singh, de Fiji, e Charl Schwartzel, da África do Sul, além do ciclista norte-americano Tejay van Garderen, já anunciaram que não atuarão na Rio 2016 por causa da ameaça do Zika.

Mas o tenista número um do ranking, Novak Djokovic, disse estar totalmente concentrado nos Jogos, que acontecerão de 5 a 21 de agosto.

 
Tenista tcheco Tomas Berdych durante partida contra sérvio Novak Djokovic em Roland Garros
02/06/2016 REUTERS/Benoit Tessier