Federer está pronto para deixar movimento em falso para trás

sábado, 25 de junho de 2016 15:18 BRT
 

Por Pritha Sarkar

(Reuters) - Tudo o que Roger Federer precisou foi de um movimento errado para a temporada seguir ladeira abaixo.

Durante grande parte de sua carreira, o heptacampeão de Wimbledon tem sido abençoado com um corpo que parecia imune a dores e lesões sofridas pela maioria dos atletas top.

Mas um movimento em falso do homem conhecido por seu trabalho de deslizamento de pés para as filhas gêmeas de seis anos desencadeou uma má sorte que deixou Federer em uma situação completamente estranha para o atleta.

Pela primeira vez desde 2000, o campeão de 17 grand slams que, em fevereiro, precisou de uma cirurgia no joelho esquerdo para reparar um rompimento do menisco, chegou a Wimbledon sem ganhar um título nos primeiros seis meses do ano.

"Fiquei muito, muito triste, porque pensei que teria a sorte de não precisar de cirurgia na minha carreira. Fui muito bem no ano passado", disse aos repórteres neste sábado o suíço que chegou às finais de Wimbledon e do Aberto dos Estados Unidos.

"Fui ótimo no Aberto da Austrália. Me senti bem durante o campeonato", acrescentou Federer, que foi batido pelo número um do mundo Novak Djokovic nas semifinais.

"Depois disso, tudo mudou." No dia seguinte, devido a um movimento bobo, a temporada foi completamente diferente do que eu esperava".

Na quadra de grama, Federer ganhou quatro títulos no ano passado com um recorde de 34 vitória contra seis derrotas em 10 torneios.

O tenista de 34 anos jogou apenas em seis eventos em 2016 e seu registro de 16 vitórias e seis derrotas levantará dúvidas sobre sua capacidade para durar cinco sets numa temporada cercada de machucados e doenças.