Brasil terá Fernando Prass e Douglas Costa ao lado de Neymar na Rio 2016

quarta-feira, 29 de junho de 2016 13:51 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O meia-atacante Douglas Costa e o goleiro Fernando Prass foram convocados nesta quarta-feira, ao lado do atacante Neymar, pelo técnico Rogério Micale como os jogadores acima de 23 anos que farão parte da seleção brasileira que buscará a inédita medalha olímpica de ouro nos Jogos Rio 2016.

Neymar, cuja convocação para a Olimpíada já havia sido anunciada antecipadamente como parte de um acordo com o Barcelona que deixou o atacante de fora da Copa América Centenário deste mês, é o principal nome do grupo de 18 jogadores anunciado por Micale na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), no Rio.

Em busca da medalha de ouro que deixou escapar ao ser derrotado pelo México na final dos Jogos Londres-2012, o Brasil começará a campanha olímpica enfrentando na primeira fase as seleções da África do Sul (04/08, em Brasília), do Iraque (07/08, em Brasília) e da Dinamarca (10/08, em Salvador).

Micale revelou que teve de deixar de fora da lista jogadores que gostaria de contar, mas que não foram liberados por seus clubes uma vez que a Olimpíada não faz parte do calendário da Fifa para jogos de seleções. Ainda sim, a maioria dos jogadores é titular em seus clubes no Brasil e no exterior, o que dá confiança ao treinador para a busca do título em casa.

“É uma lista ótima e acredito muito nesses jogadores. Falta um nome ou outro, não posso esconder”, disse Micale a jornalistas, em entrevista coletiva, após anunciar a lista de convocados.

A Olimpíada do Rio será a primeira competição oficial do Brasil em casa após o fracassso na Copa do Mundo de 2014, quando a seleção principal foi goleada pela Alemanha por 7 x 1 nas semifinais e depois perdeu o terceiro lugar para a Holanda, por 3 x 0.

Micale reconheceu que o fracasso no Mundial representa uma pressão a mais sobre a seleção, mas garantiu que vai conversar com os jogadores para que eles não sejam afetados pelos problemas do passado.

“A Copa foi um momento difícil do futebol, mas os ensinamentos podem nos fazer crescer. Somos muito fortes ainda no cenário mundial e precisamos avançar. Precisamos passar essa depressão, olhar para frente e deixar isso no passado", disse.

A vontade, a experiência e a liderança do goleiro Fernando Prass, do Palmeiras, foram as justificativas apresentadas pelo técnico para a convocação do goleiro de 37 anos, além do fato de ser um bom pegador de pênaltis, de acordo com o técnico.   Continuação...

 
Técnico da seleção olímpica de futebol do Brasil, Rogério Micale. 29/06/2016 REUTERS/Ricardo Moraes