Governo distribuirá na Olimpíada 9 milhões de camisinhas feitas de forma sustentável

segunda-feira, 4 de julho de 2016 20:08 BRT
 

Por Ricardo Moraes

XAPURI (Reuters) - O governo vai distribuir 9 milhões de camisinhas gratuitamente na região do Rio de Janeiro durante a Olimpíada em agosto, uma ação para estimular o sexo seguro e também defender a floresta amazônica.

O comitê local organizador da Olimpíada afirmou que 450 mil dos preservativos produzidos de forma sustentável serão destinados aos atletas e funcionários alojados na Vila Olímpica.

O restante vai ser disponibilizado para os muitos visitantes que chegarão na cidade em apenas algumas semanas, segundo o Ministério da Saúde.

Todos os preservativos que serão distribuídos são produzidos pela Natex, uma fábrica no Acre, na região amazônica, perto da fronteira do Brasil com a Bolívia.

A fábrica, administrada pelo governo estadual do Acre, usa látex colhido de árvores amazônicas por seringueiros que são empregados por um programa do governo cujo objetivo é proteger a tradicional forma de vida e trabalho, incentivar o uso sustentável da floresta e combater os madeireiros irregulares.

Os seringueiros se veem como guardiões da floresta.

Numa saída recente, Raimundo Mendes de Barros, um seringueiro de 71 anos e com uma barba branca, colhia o látex, de aparência leitosa, que pingava dentro de recipientes de metal na base de um número grande árvores. O sol tropical era filtrado pela copa das árvores

Barros falou do seu orgulho sobre a luta dura que ele e outros seringueiros travam para manter a atividade.   Continuação...

 
Raimundo Mendes de Barros, 71, se prepara para cortar seringueira em reserva extrativista em Xapuri, no Acre
22/06/2016 REUTERS/Ricardo Moraes