Técnico da seleção argentina Martino pede demissão

terça-feira, 5 de julho de 2016 18:07 BRT
 

BUENOS AIRES (Reuters) - Gerardo Martino pediu demissão do cargo de técnico da seleção argentina nesta terça-feira, poucos dias depois de a equipe perder a final da Copa América Centenário e em meio a uma crescente polêmica sobre o time que irá aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

A demissão do técnico acontece a um mês dos Jogos do Rio, onde a equipe argentina busca sua terceira medalha de ouro depois de vencer em Atenas 2004 e Pequim 2008.

Martino, questionado após perder duas finais de Copa América, ambas nos pênaltis para o Chile, deixou o cargo após uma reunião com o dirigente Claudio Tapia, um dos vice-presidentes da AFA.

O treinador tinha mostrado recentemente seu aborrecimento com a desordem na AFA, que, de acordo com a imprensa local, não paga seu salário há mais de seis meses.

"Por causa da indefinição na nomeação de novas autoridades da Associação de Futebol Argentino (AFA) e dos graves inconvenientes para a formação da equipe que representará o país nos próximos Jogos Olímpicos, a comissão técnica da seleção decidiu apresentar sua demissão", disse Martino em comunicado.

Mais cedo na terça-feira, o presidente do Comitê Olímpico Argentino (COA), Gerardo Werthein, afirmou que a equipe corria o risco de não estar nos Jogos, o que, aparentemente, acabou irritando Martino.

(Reportagem de Maximilian Heath e Luis Ampuero)

 
Técnico Gerardo Martino na Copa América Centenário. 18/6/2016.  Reuters/Winslow Townson-USA TODAY Sports