Câmara aprova MP que regulamenta controle de doping no Brasil para Olimpíada

quarta-feira, 6 de julho de 2016 10:23 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Câmara dos Deputados aprovou na noite de terça-feira medida provisória que adequa a legislação do país a exigências internacionais para o controle de dopagem, um compromisso assumido pelo país para poder realizar os exames antidoping dos Jogos Olímpicos de agosto no Rio de Janeiro.

A MP transforma em lei atribuições da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) estabelecidas por um decreto do governo de março, que fora publicado de última hora para evitar que o Brasil perdesse o credenciamento da Agência Mundial Antidoping (Wada) por falta de conformidade.

O texto será votado ainda pelo Senado.

No entanto, o país corre o risco de não poder realizar os exames antidoping dos Jogos Rio 2016 porque o Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem (LBCD) foi suspenso pela Wada no fim de junho por falta de conformidade com os padrões internacionais.

Segundo uma fonte com conhecimento da questão, a decisão foi tomada devido a recentes casos de resultados falsos positivos em decorrência de erros técnicos.

Em resposta à decisão da Wada, o LBCD, que funciona dentro da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), reiterou sua "capacidade técnica e ética" para a realização das análises, e disse que prevê voltar a operar normalmente em julho, após uma visita técnica da Wada.

A suspensão imposta pela Wada tem caráter provisório e poderá ser revista por um comitê disciplinar que será formado para analisar a situação, de acordo com o comunicado da agência.

(Por Pedro Fonseca)

 
Interior do Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem, no Rio de Janeiro. 09/05/2016 REUTERS/Ricardo Moraes