Prefeitura do Rio negocia com Estado para assumir Maracanã e convida dupla Fla-Flu

sábado, 9 de julho de 2016 13:41 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A prefeitura negociará com o governo do Rio de Janeiro para assumir a administração do estádio do Maracanã, depois que a atual concessionária manifestou interesse de devolver a concessão assumida em 2013, disse o prefeito Eduardo Paes neste sábado.

Segundo Paes, as negociações devem evoluir na próxima semana e a ideia é fazer do estádio uma parceria público privada, incluindo clubes de futebol.

Paes revelou que já iniciou tratativas com Flamengo e Fluminense, que são usuários do estádio. A dupla teria que se unir a um grupo privado para viabilizar a nova concessão.

“Quero fazer uma PPP ali no Maracanã. Quero usar o potencial dos clubes. Já sondei o presidente do Flamengo e ele vibrou com a ideia e vou conversar com o Peter (presidente do Fluminense). Tendo essa possibilidade, vou negociar com o governador Dornelles (Francisco Dornelles)“, disse Paes a jornalistas. “Estamos iniciando tratativas e por enquanto são ideias.”

A atual líder do consórcio, a Odebrecht, já é considerada “carta fora do baralho”, de acordo com uma fonte com conhecimento do assunto.

No mês passado, a Odebrecht solicitou ajustes nos termos do contrato de concessão do estádio que passou por uma série de modificações desde que o consórcio Maracanã assumiu em 2013 o compromisso de administrar a arena por 35 anos. A possibilidade de devolução da concessão foi apresentada e ela já é considerada certa pelo governo estadual.

Como o governo estadual está em crise financeira, a solução encontrada foi negociar a municipalização do estádio que receberá as cerimônias de abertura e encerramento dos Jogos Olímpicos deste ano.

(Por Rodrigo Viga Gaier)