Portugal vence França com gol de Éder na prorrogação e conquista a Euro 2016

segunda-feira, 11 de julho de 2016 07:38 BRT
 

Por Toby Davis

PARIS (Reuters) - Um chute forte de fora da área transformou Éder no heroi improvável de Portugal na vitória por 1 x 0 na prorrogação sobre a França na final da Euro 2016, no domingo, em Paris, garantindo o primeiro grande título da seleção do país, que viveu um drama ao perder Cristiano Ronaldo logo nos primeiros minutos da final da Euro 2016.

O atacante reserva entrou em campo no momento certo para marcar seu primeiro gol em competições pela seleção, ao fugir dos zagueiros e chutar a bola a cerca de 25 metros do gol, faltando 11 minutos para o fim da prorrogação.

Foi um momento mágico para o atacante de 28 anos, que joga pelo francês Lille após uma carreira sem muito glamour, e um golpe cruel para a França e seu treinador, Didier Deschamps.

Apesar de a França ter dominado a partida, o troféu foi levantado pelo capitão português, Cristiano Ronaldo, que havia chorado em campo ao pedir substituição logo aos 24 minutos do primeiro tempo por lesão no joelho.

O técnico de Portugal, Fernando Santos, cujo time só ganhou uma partida no tempo normal de sete no torneio, elogiou a demonstração perfeita das táticas.

"Fomos simples como pombos e espertos como serpentes", disse. "Sempre onde vamos há torcedores portugueses. Eles levantam nossas almas. É difícil descrever as emoções dos jogadores, é incrível".

 
Atacante português Éder segurando troféu após conquista da Euro 2016, na França.   10/07/2016
REUTERS/Kai Pfaffenbach
Livepic