Golfista campeão do Aberto britânico questiona presença de esporte na Olimpíada

segunda-feira, 11 de julho de 2016 16:54 BRT
 

TROON, Escócia (Reuters) - O golfe está voltando na Olimpíada do Rio de Janeiro, após uma ausência de 112 anos, mas o vencedor do Aberto do Reino Unido, Zach Johnson, questiona se o esporte realmente tem lugar no calendário dos Jogos.

O norte-americano de 40 anos, que conquistou seu segundo grande título ao triunfar em St Andrews 12 meses atrás, acredita que esportes de minorias merecem mais destaque em um evento que só acontece uma vez a cada quatro anos.

"Não sei se o golfe tem lugar na Olimpíada no momento", opinou Johnson em uma coletiva de imprensa nesta segunda-feira. "Somos relevantes 24 horas por dia, 7 dias por semana, 365 dias por ano, se esse for o barômetro e o critério de relevância."

"Sem querer ofender a Olimpíada, mas eu preferia estar na equipe da Ryder Cup (competição de golfe bienal por equipes entre Europa e Estados Unidos). Como golfista norte-americano, tenho essa oportunidade, e é isso que eu preferiria", acrescentou Johnson.

O número um do mundo, Jason Day, o segundo do ranking, Dustin Johnson, o número três, Jordan Spieth, e o quarto ranqueado, Rory McIlroy, são alguns dos esportistas de primeiro escalão que desistiram de competir na Rio 2016 devido aos temores relacionados ao Zika vírus.

(Por Tony Jimenez)

 
Zach Johnson durante torneio em Akron.  1/7/2016.  Reuters/Charles LeClaire-USA TODAY Sports